CARNAVAL NA HISTÓRIA, NO BRASIL E ENTRE OS CRISTÃOS


É chegada aquela semana marcada por uma celebração pomposa. Precedendo a “Quaresma”, que são aqueles quarenta dias de penitência entre a quarta-feira de cinzas e o domingo da Páscoa de católicos e ortodoxos, a festa ganha o título de carnaval. Ao que parece, o nome e a festa equivalem ao propósito pessoal do esbaldar o que a carne permite, pelo menos, antes do momento de consagração e jejum que precede a Páscoa católica e ortodoxa. O carnelevarium, ou “eliminação da carne”, ou “adeus à carne”, ou “festa da carne”, precisa ser melhor reconhecido na história, no Brasil e nos cristãos, isso se são comprometidos com uma santidade real, não meramente ritual.

A AÇÃO DE DEUS NA VIDA DOS SEUS

“Por esse tempo, Abimeleque e Ficol, comandante de seu exercito, disseram a Abraão: Deus é contigo em tudo o que fazes” (Gn 21.22)



“Deus é contigo em tudo o que fazes!”, que grande declaração!

É maravilhoso entendermos que um outro povo alheio à Aliança, os Filisteus, pudesse perceber em Abraão as ricas e graciosas bênçãos do Pacto de Deus com ele. Abimeleque e Ficol, os alto-oficiais filisteus, não puderam resistir a presença de Deus na vida do pai Abraão. Eles perceberam a necessidade de também fazer uma aliança com Abraão para que, semelhantemente, pudessem ser abençoados. Que reconhecimento!

O NÚMERO DA BESTA, O 666

"Aqui está a sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Ora, esse número é seiscentos e sessenta e seis" (Ap 13.18).



O que significa o número da besta? Uma grande quantidade de tinta já foi gasta com esta fascinante, porém desnorteante, questão. Dizem que o número representa o imperador Nero, ou Calígula, ou Domiciano, ou os Césares em geral, ou o Império Romano, ou qualquer outra das muitas soluções propostas. A maioria dos casos está baseada no fato de que tanto em grego quanto em hebraico, assim como em latim os numerais eram representados pelas letras do alfabeto, sendo que as letras dos vários nomes tinham valores numéricos que, somados, atin­giam o total de 666.15 Por exemplo, qsr nrôn (maneira hebraica de so­letrar "Nero César") pode ser somado da seguinte forma: 100 + 60 + 200 e 50 + 200 + 6 + 50. Estamos convencidos de que todas estas respostas estão erradas, porque a própria questão está errada. O número não representa ne­nhuma pessoa em particular, nem tampouco uma instituição; o nú­mero representa simplesmente a besta.