VOU A UM SHOW GOSPEL. E AGORA?


A comunidade evangélica tem muito se animado na participação dos chamados "shows gospel". Nas cidades de interior, por exemplo, é muito comum a participação de artistas evangélicos na comemoração do Dia do Evangélico. Como a grande maioria dos cristãos, creio ser esse tipo de festa uma oportunidade ímpar de demonstrar o quanto as igrejas da cidade vivem uma espiritualidade profunda e sadia, estando totalmente empenhadas em anunciar o Evangelho transformador de Jesus e testemunhar coerentemente com a adoração e os esperados gestos de um legítimo cidadão.

Pois bem, não será tão simples assim. Há uma notória distorção da essência de "ser Igreja" em nossos tempos. Muitos cristãos deformam o sentido das palavras de Paulo: "considerando cada um os outros superiores a si mesmo" (Fp 2.3), criando uma aberração evangélica: "os fãs gospel". Particularmente, creio que o movimento gospel enaltece muitos simples irmãos e ministérios ao status de celebridades e dos shows. Assim, embora devessem ser encontrados discípulos de Cristo nesse meio, são os fãs que surgem aos milhares, "idolatrando ídolos" que são tão pecadores quanto qualquer outro cristão. Fãs não são Discípulos, e vice-versa.

Tenho minhas considerações pessoais quanto a muitos artistas do meio gospel. Já expus muitas delas aqui no blog. A despeito disso, não contrario ninguém que participa desses shows. Eu mesmo já participei de muitos, principalmente quando era mais jovem. Sei que é possível adorar a Deus nesses eventos, mesmo que apresentem algumas manchas. Porém, me preocupo com cristãos menos amadurecidos na fé, que nem mesmo percebem suas ações e reações diante de seu "ídolo", muitas vezes beirando ao pecado. Portanto, para todos nós que poderemos participar de um evento como este, presto-me a oferecer oito orientações sobre como se portar. Vejamos:

1) Entenda que o motivo principal do evento é a glória de Deus. Fundamentalmente, o que nos move é a promoção daquele que é Digno de receber a glória, a honra e o poder pelos séculos dos séculos (Ap 4.11). Amém. Convém que Ele cresça e que nós diminuamos (Jo 3.30).

2) Saiba que os irmãos artistas são tão especiais quanto você. Deus conferiu dons extraordinários para os irmãos artistas. Igualmente, o Espírito Santo distribui os mesmos dons à Igreja de Cristo, nos cristãos individualmente, como lhe apraz (1 Co 12.11). O Senhor deles é o Senhor nosso.

3) Evite "tietar" a outrem, enaltecendo homens comuns ao invés de Jesus. Se algum homem se promove, incorre em vanglória que, por sua vez, frutifica a inveja (Gl 5.26, 21). O discípulo de Cristo segue o exemplo de seu Mestre (Mt 11.29).

4) Reflita sobre sua vida espiritual e se aproxime mais de Deus. O progresso espiritual está estritamente ligado à reflexão e diligência (I Tm 4.15).

5) Adore a Deus com as canções e ouça atentamente a pregação das Sagradas Escrituras. Só a Pregação da Palavra de Deus converte o pecador. Os convertidos louvam ao Senhor e se alimentam da Bíblia (Rm 10.14, 17; Rm 1.16; Lc 16.29-31; 1 Co 1.18). Nada a substitui, nem o louvor.

6) Fuja de tumultos e discórdias, promovendo a união nos vínculos do Espírito. Nem tudo é perfeito nas Igrejas; muito menos em eventos como esse. Por isso, esforcemo-nos por preservar a unidade (Ef 4.3), amando uns aos outros, pois aí está o vínculo da perfeição (Cl 3.14).

7) Anuncie Jesus para uma pessoa, pelo menos. Esteja preparado para falar daquele que transformou sua vida, dando-lhe uma esperança eterna e insubstituível (1 Pe 3.15).

8) Medite em tudo, pois aqueles que não estiverem salvos diante do Trono de Deus, estarão perdidos diante do Seu Tribunal. É o que importa no final (2 Co 5.10).

Em Cristo Jesus, Senhor nosso,
Rev. Ângelo Vieira da Silva

Comente essa postagem aqui:
EmoticonEmoticon