TRÊS TONS FUNDAMENTAIS PARA 2014


O que uma palavra pode transmitir mesmo sendo uma unidade mínima, solitária? A resposta é: muito, aliás, tanto bênçãos como maldições. A advertência está em Tiago 3.10: “De uma só boca procede bênção e maldição”. Popularmente ouvimos que nossa palavra tem poder: poder para levantar as pessoas e derrubá-las, poder para alegrar pessoas e entristecê-las, poder para ajuntar e separar. Com o advento de um novo ano, é mister que repensemos nossas ações e façamos uma transição do uso de palavras maléficas para o uso de palavras abençoadoras.

O PREPARO DA ADORAÇÃO

Nesta vida nada deve ser realizado sem a devida preparação. Imagine um casamento sem preparo?! Imagine o resultado de vestibular sem preparo?! Agora, imagine a sua adoração... Sim, como enalteceu o próprio profeta Jeremias: “Maldito aquele que fizer a obra do Senhor relaxadamente”. Portanto, é evidente que até para a adoração devemos nos preparar.

Pode-se dizer que preparo é “o conjunto das providências capazes de determinar as melhores condições possíveis para a realização dum empreendimento”. O empreendimento da Igreja de Cristo por excelência é a adoração. Outrossim, preparo é sinônimo de aparelhar, que por sua vez, significa “dotar de tudo que é necessário ao cumprimento de uma missão”. Assim, o preparo da adoração consistirá de providências necessárias (que todo cristão precisa assumir) para uma adoração contemporânea mais bíblica. Eis algumas providências necessárias no preparo da adoração:


ÁRVORE DE NATAL: TER OU NÃO TER?


A árvore de natal é um símbolo muito usado nas residências, lojas e lugares públicos para identificar a chegada do natal. Mas, o que a Bíblia poderia dizer sobre tal assunto? Cristãos Protestantes podem usar árvores de Natal? Creio que sim, mas há objeções de muitos.

SANTA CLAUS: O PAPAI NOEL DO NATAL

Com chegada do Natal nota-se um nítido incômodo, entre muitos cristãos, sobre a tradição do “Papai Noel”. As objeções para essa tradição incluem o seguinte: (1) Papai Noel é uma figura mística com atributos divinos, tais como a onisciência e a onipotência; (2) quando as crianças aprendem que “Papai Noel” não é real, elas perdem a fé nas palavras dos seus pais e em seres sobrenaturais; (3) “Papai Noel” distrai a atenção de Cristo; (4) a estória de “Papai Noel” ensina as crianças a serem materialistas, etc. Em face de tais objeções, pode-se dizer algo de bom do "Papai Noel"? Imagino que sim.

A BASE BÍBLICA DA ADORAÇÃO


Em artigos anteriores já  refletira sobre a adoração, principalmente quanto ao seu significado cristão. Porém, ainda que tenha verificado alguns textos bíblicos sobre o tema nesses escritos, não fiz um exame aprofundado sobre as suas bases. Entenda: por "base" me refiro aquilo que serve de fundamento, apoio ou sustentáculo. Se a Bíblia é a Palavra de Deus para os cristãos, consequentemente evidencia-se como seu "Manual de Adoração", ou seja, ensina os cristãos sobre como devem adorar, dando-lhes os principais fundamentos, apoios e/ou sustentáculos para a adoração como um estilo de vida. Eis o objetivo nessa breve reflexão.

A ADORAÇÃO BÍBLICA E OS SENTIDOS HUMANOS


O estudo de temas que abarcam a adoração deve conduzir a um estilo de vida que abarca o homem em todo seu ser: corpo, alma e vontade (Dt 6.5). A adoração bíblica englobará tanto os elementos da alma, como os do corpo. Por isso, pode-se dizer que a adoração é uma experiência tanto do interior como do exterior do homem; o que se declara com o coração se materializa com atitudes. De fato, são encontrados muitos textos bíblicos que falam da adoração ligada aos sentimentos de busca de santidade e do amor a Deus (interior), bem como do serviço religioso e a vida de comunhão com os irmãos (externo). Essa ligação, em muitos textos da Escritura, será feita com os sentidos humanos.

APOCALIPSE DAS "BESTAS": O MITO DA GIRAFA E DA GALINHA

Não há dúvidas: a Igreja de Jesus está tão insuficiente no conhecimento das Sagradas Escrituras ao ponto de enxergar demônios em galinhas e girafas. O leitor envolvido com as redes sociais sabe acerca do que estou escrevendo. Eis o resumo dos fatos: uma música da "Galinha Pintadinha" (conhecida como "Fli, Flai, Flu") e a "Charada da Girafa" ganharam seus inúmeros compartilhamentos e curtições de cristãos acríticos no universo virtual. Esses últimos viram em ambas as situações a presença e/ou ação do diabo e suas legiões.

Sim, trataram a galinha e a girafa como bestas apocalípticas! Como blogueiro, logo quis escrever algo, porém, o quê? Naquele ponto as reações aos textos já eram inúmeras; eu seria apenas mais um "não ungido", mais um "que menospezaria as táticas das trevas", mais um "chato", portanto. Por isso, somente agora resolvi aprontar esse texto, um pequeno mito alicerçado nessa história "apocalíptica". Seria, mais ou menos, assim:


FRASES SOBRE ABNEGAÇÃO


O pregador, professor e apologista John Blanchard é um dos autores internacionais mais conhecidos no meio evangélico. Dentre os mais de 25 livros que escreveu, Blanchard conseguiu reunir em um deles uma série de frases dos mais diversos teólogos para elucidar as mais belas verdades da Palavra de Deus: “Pérolas para a vida”. Hoje meditaremos em algumas frases selecionadas dessa obra que falarão de uma das virtudes do cristão que levam ao desinteresse do mundo, renúncia da carne, desprendimento do pecado, devotamento ao Senhor, de um sacrifício voluntário do que há de egoístico nos desejos e tendências naturais do homem, em proveito de algo muito maior: a ABNEGAÇÃO. Paulo expressou a abnegação como uma das marcas mais preciosas da igreja em Tessalônica: “recordando-nos, diante do nosso Deus e Pai, da operosidade da vossa fé, da abnegação do vosso amor e da firmeza da vossa esperança em nosso Senhor Jesus Cristo” (I Ts 1.3).

DEUS TEM UMA RESPOSTA PARA VOCÊ


É fato que todos os homens têm, diante de Deus, afirmações que revelam sua total dependência e pequenez. Ao ser defrontado pela enfermidade, dor, sofrimento, o homem desiste, abandona, ultraja, maldiz, se queixa, rompe laços, cria abismos existenciais e não encontra a tão esperada resposta. Quando a Igreja do Senhor pretender afirmar que Deus tem respostas e soluções para tais questões, é necessário que ela creia, antes de qualquer postura. O escritor de Provérbios diz no capítulo 16, versos 1 e 9, que o coração humano faz planos, traça seu caminho dia após dia; mas estes versos também afirmam que a resposta certa dos lábios vem do Senhor; é Ele quem dirige os passos do homem dependente que tem muitas perguntas e conflitos.

JOGRAL - A REFORMA PROTESTANTE


Em minha organização pessoal recente de arquivos antigos tive a grata surpresa de me deparar com um JOGRAL que criei há mais de 10 anos, em alusão ao Dia da Reforma Protestante. Naquele tempo, foram os adolescentes da Igreja Presbiteriana da Serra, em Belo Horizonte, que o recitaram. Hoje, o deixarei registrado aqui, caso haja alguém que queira utilizá-lo para as comemorações desse mês.

JOGRAL DA UPA – A REFORMA PROTESTANTE

*

RAYANE: Hoje é dia 31 de outubro!

PATRÍCIA: Enquanto alguns celebram o Halloween, o chamado dia das bruxas

POLIANA: Nós lembramos o grande dia...

ROGÉRIO: Um dia de luz e de esperança para os povos...

TODOS: O DIA DA REFORMA PROTESTANTE!

* *

ROGÉRIO: Lembramos do corajoso Martinho Lutero, de suas 95 teses

POLIANA: e de como ele as afixou na porta da igreja do castelo de Wittenberg.

PATRÍCIA: Teses bíblicas que refutavam tradições humanas:

RAYANE: não precisamos comprar indulgências, somos salvos pela fé!

TODOS: HOJE É 31 DE OUTUBRO, DIA DA REFORMA PROTESTANTE!

* * *

PATRÍCIA: Lembramos de João Calvino, pensador cuidadoso,

ROGÉRIO: que forjou, das diversas doutrinas protestantes, um todo coerente.

RAYANE: Um homem piedoso, inteligente e profundo conhecedor das Escrituras

POLIANA: Como poderíamos deixar de mencionar suas palavras a igreja verdadeira: 

TODOS: “CUIDEMOS QUE NOSSAS PALAVRAS E PENSAMENTOS NÃO VOEM ALÉM DO QUE A PALAVRA DE DEUS NOS DIZ ...

* * * *

ROGÉRIO: deixemos com Deus o seu próprio conhecimento ...

PATRÍCIA: e prossigamos tal como ele se nos der a conhecer ...

RAYANE: sem tratar de descobrir ...

POLIANA: algo sobre sua natureza fora da sua Palavra”

TODOS: PODERÍAMOS LEMBRAR DE MUITOS OUTROS REFORMADORES, MAS NOSSO DESEJO PRINCIPAL HOJE É AGRADECER A DEUS PELA REFORMA.

* * * * *

PATRÍCIA: Pela SOLA SCRIPTURA! Somente a Escritura!

POLIANA: Pela SOLA FIDE: Somente a fé!

RAYANE: Pelo SOLUS CHRISTUS: Somente Cristo!

ROGÉRIO: Pelo SOLI DEO GLORIA:

TODOS: SOMENTE A DEUS A GLÓRIA.

*
Rev. Ângelo Vieira da Silva

EXIGÊNCIAS E FUNÇÕES DOS OFICIAIS CONFORME A CONSTITUIÇÃO DA IGREJA PRESBITERIANA

A Igreja Presbiteriana do Brasil é regida por uma Constituição. Consequentemente seus oficiais obedecem e são eleitos conforme a mesma. Conforme o artigo 114 da Constituição da Igreja (CI) só poderá ser ordenado e instalado quem, depois de instruído pelo Pastor da igreja:

1. ACEITAR A DOUTRINA

A doutrina da Igreja Presbiteriana é a Bíblia (os 66 livros do Antigo e Novo Testamentos) que é sua única regra de fé e prática. Nossa igreja interpreta a Bíblia com a iluminação do Espírito Santo, orientada por seus símbolos de fé (Confissão de Fé e Catecismos Maior e Breve de Westiminster). Cremos no Pai (criador), no Filho (Jesus, Redentor e único Mediador entre Deus e os homens), no Espírito Santo (batismo e enchimento); batizamos os crentes e seus filhos por aspersão, um símbolo visível de uma graça invisível; Cremos na depravação total do homem, morto em pecados; cremos na eleição incondicional de Deus baseada única e exclusivamente no amor de Deus; cremos que a graça de Deus é irresistível e que os santos do Senhor perseverarão até o fim pelo poder de Deus, sendo guardados do mal pelo mesmo poder. Enfim, os candidatos ao oficialato devem aceitar a doutrina bíblica que nossa igreja prega e ensina, aqui brevemente resumida.


FILIPE: UM MODELO DE CRISTÃO A SER SEGUIDO

O livro bíblico de Atos, capítulo 8, verso 5, diz:“Filipe, descendo à cidade de Samaria, anunciava-lhes a Cristo”. Esse Filipe tem uma história muito interessante; história que precisa ser imitada por cada um de nós, principalmente cristãos. O que a Bíblia fala de Filipe? Por ora basta dizer que ele era um homem cheio de virtudes. Listemos suas qualidades:


DUAS PERGUNTAS SOBRE O REINO DE DEUS


O que é o Reino de Deus?

A palavra reino por si só significa “território politicamente organizado e governado por um rei”. O Reino de Deus é governado por Cristo; é o Reino de Cristo. Ele é uma realidade tanto presente como futura. O Reino presente se refere a implantação e a expansão do Reino de Cristo na Terra, ainda que não plenamente. Ou seja, Cristo veio à Terra e implantou a Reino dos céus, ainda que não possamos gozar totalmente de todos os privilégios que o Reino dos céus pode proporcionar. Assim, poderá se afirmar que o Reino de Deus já está presente. Essa é uma verdade bíblica.

O SIGNIFICADO DA ADORAÇÃO - PARTE 2


Depois da importante reflexão na primeira parte do artigo, verificar a importância bíblica da adoração é essencial. Utilizarei, essencialmente, dois textos da Bíblia para tanto. Um deles é Dt 6.5, que diz: “Amarás, pois, o SENHOR, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua força”.

CONVITE AOS LEITORES DO BLOG

EDITAL/CONVITE - BANCA DE DEFESA DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO:

A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Ciências das Religiões tem o prazer de comunicar a realização da Banca de Defesa de Dissertação de Mestrado de Ângelo Vieira da Silva, com o título “A literatura apocalíptica e o livro dos vigilantes: O problema do mal no livro etíope de Enoque”, no dia 16 de setembro de 2013, às 10:00 horas, nas dependências da Faculdade Unida de Vitória, à rua Engenheiro Fábio Ruschi, 161 – Bento Ferreira, Vitória-ES.

O SIGNIFICADO DA ADORAÇÃO - PARTE 1


Algumas pessoas, objetos ou momentos têm muito significado para nós. O que dizer daquele presente especial, gesto marcante e momento únicos?! Esses têm significado por serem presentes, gestos, momentos ou situações que, de alguma forma, nos fazem reagir emocional (coração), física (corpo) e espiritualmente (alma). Assim, o cristão pode ter a convicção real de Alguém que o marcou profundamente: Deus, na pessoa do Senhor Jesus. Por termos a marca de Cristo (como nós costumamos cantar) manifestada a nós pelo Espírito Santo, acabamos por reagir a ela emocional (coração), física (corpo) e espiritualmente (alma) na adoração. Por isso, a adoração é repleta de significado para a vida do cristão. Todavia, o que é esta adoração tão maravilhosa e significativa em nossas vidas? Vejamos duas definições fundamentais:


O QUE SIGNIFICA SER DIÁCONO?

Como já é do conhecimento dos irmãos, o Conselho da Igreja convocou a mesma para se reunir em assembléia extraordinária no dia 29/09/2013 para a eleição de 03 diáconos. Diante desta grande responsabilidade e também em comemoração ao dia do Diácono, pensemos um pouco sobre este ofício... o que a Bíblia descreve sobre o diaconato? Será que você se lembra do que está escrito em I Tm 3.13? Paulo diz: “Pois os que desempenharem bem o diaconato alcançam para si mesmos justa preeminência e muita intrepidez na fé em Cristo Jesus”. Para que os diáconos possam desempenhar seu papel de forma correta é necessário que a igreja os eleja sob a vontade de Deus.

O QUE É UMA REUNIÃO DE SÍNODO?

No próximo final de semana (05-06/07) nossa Igreja hospedará a 17ª Reunião Ordinária do Sínodo Minas-Espírito Santo (SME), que abarca os Presbitérios de Resplendor (PRSP), Vale do São Mateus (PVSM), Norte do Espírito Santo (PRNE) e Noroeste Capixaba (PNCA). Mas, você sabe o que isto significa? Por certo, é uma grande honra para nossa Igreja.

MÚSICAS QUE EDIFICAM 005-009 - SOBRE O BRASIL - PROTESTOS MUSICAIS


Já compartilhei com os leitores do Blog Regulae Fidei quatro canções que me edificam (Caminhos de SolEverything I DoNo dia em que eu saí de casa e Trabalhadores). Hoje, diante das muitas manifestações que ecoam pela Pátria, me lembrei de mais cinco canções preciosas sobre os problemas e o desejo de ver um Brasil feliz. Vale a pena parar e ouvir. São elas: "Pra Cima Brasil" (João Alexandre), "Brasil" (Fruto Sagrado), "Brasil" (Oficina G3) e "Brasil" (Resgate). Vou encerrar com um recado para a prezada "presidenta", relembrando a música "Forrock" (Fruto Sagrado). Curtam!

ANJOS: QUEM SÃO? PARA QUE EXISTEM?


Quem são os anjos? Deus criou duas classes de seres pessoais: uma é o gênero humano, a outra são os anjos. A palavra anjo vem do grego anguelós e significa mensageiro, aquele que é enviado. Na Bíblia, Miguel e Gabriel se destacam. O primeiro é, na verdade, chefe dos anjos, significado do termo arcanjo, que acompanha seu nome (Jd 1.9); O segundo é o anjo que assiste diante de Deus e que serve de elo das revelações divinas (Lc 1.19). Há, ainda, os serafins (que permanecem diante do trono servindo e cantando louvores a Deus) e os querubins (que guardam a entrada do paraíso) conforme os textos de Is 6.2, 6 e Gn 3.24. As Escrituras também descrevem os principados, potestades, tronos e domínios que não são diferentes tipos de anjos, mas diferentes classes angelicais. Contudo, não existem apenas estes anjos; eles são numerosos (lembre-se que as legiões romanas eram numericamente iguais, mas em diferentes ocasiões variavam entre 3000 a 6000 legionários) e poderosos (Mt 26.53, Ap 5.11).

Os anjos são agentes sobrenaturais (podem mover-se de um ponto para outro qualquer e até mesmo congregar-se em áreas diminutas no caso dos anjos caídos, Lc 8.30). Eles são seres morais (seguem um padrão de conduta), inteligentes (têm compreensão e percepção das realidades espirituais e humanas) e espirituais (ou seja, não possui corpo físico, embora possam se revelar na forma física humana – Gn 18.2-19.22, Jo 20.10-14, At 12.7-10). É correto afirmar que os anjos não se casam (Mt 22.30) e que não estão sujeitos à morte (Lc 20.35-36). Também é certo afirmar que, assim como Adão e Eva foram postos à prova no Éden, assim também os anjos o foram em algum tempo não revelado na Bíblia, subdividindo a classe angelical em anjos reprovados ou caídos e anjos aprovados ou eleitos. Mas qual será o plano de Deus para os anjos eleitos?

Para que ou por que os anjos existem? Os anjos estão no céu. Ali, em santidade e glória, trabalham e adoram ao Senhor, Rei dos reis e Senhor dos senhores (Mt 18.10, Mt 22.30, Ap 5.11, Sl 103.20-21, Sl 148.2). Mas os anjos foram criados apenas para trabalhar e adorar ao Senhor? A resposta é não. Os anjos possuem também o ministério de prestar serviço aos cristãos, à Igreja, por ordem do Senhor (Hb 1.14, I Co 10.11). Pensemos na divisão colocada no parágrafo anterior... Os anjos eleitos servem a Deus e à Igreja; os anjos reprovados ou caídos servem ao diabo para “destruir” à Igreja. Neste sentido, os anjos eleitos existem para guardar os crentes, tanto grandes como pequenos (Sl 34.7, I Pe 1.12, Mt 18.10) o que não implica na crença de que temos um anjo da guarda conforme a filosofia astral, mas sim que os anjos, e principalmente, o Anjo do Senhor, está pronto a nos socorrer sobre a ordem de Deus. Até mesmo na morte dos cristãos os anjos possuem atos de um belo ministério recebido por Deus (Lc 16.22).

Talvez você pergunte: quem é maior? Anjos ou homens, no tocante a instrução espiritual? Resposta: está implícito nas Escrituras que os anjos possuem uma maior instrução sobre as coisas espirituais do que os humanos. É por isso que não devemos subestimar o inimigo de nossas almas, o anjo caído, Satanás. Contudo sempre prevalecerá o ensinamento bíblico: da parte dos anjos, dos homens e de qualquer outra criatura, a Deus são devidos todo culto, serviço e obediência, que ele houve por bem requerer deles.

Não se esqueça: há uma distinção óbvia e profunda entre os anjos comuns e o chamado Anjo do Senhor ou Anjo da Aliança.

Rev. Ângelo Vieira da Silva

Leia mais sobre anjos aqui no Blog Regulae Fidei, clicando aqui.

HOMENS E MULHERES: UMA PARCERIA DE SUCESSO


A Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor hospeda desde sexta-feira o Congresso Unificado de Homens e Mulheres do Sínodo Minas-Espírito Santo. Para nós é um privilégio e dever santos servir na Seara do Senhor. Em um evento como esse, nada melhor do que pensarmos sobre a relação entre homens e mulheres, UPHs e SAFs, maridos e esposas, irmãos e irmãs em Cristo: de fato, uma parceria de sucesso espiritual.

O DOM INEFÁVEL EM 2 CORÍNTIOS 9.15


A grande pergunta é: qual é o dom inefável de Deus da qual Paulo trata em 2 Co 9.15? Voltemos alguns versículos desse contexto e busquemos a resposta. Ora, em 2 Co 8.9 o apóstolo pensa na liberalidade graciosa do Senhor para com os homens. Ele diz: “pois conheceis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, que, sendo rico, se fez pobre por amor de vós, para que, pela sua pobreza, vos tornásseis ricos”. Essa verdade, tal presente, esse dom, realmente é inefável, é indizível.

Em resposta a generosidade de Deus a Igreja precisa ser semelhantemente generosa. É um desejo profundo de meu coração que a mesma disposição reconhecida no apóstolo Paulo, quanto ao que ele experimentou junto à igreja de Corinto, esteja sobre nós também, esta maravilhosa assistência a favor dos santos, afinal, nas palavras do apóstolo dos gentios, era desnecessário escrever acerca deste princípio aos coríntios, pois praticavam tal liberalidade. Logo, Paulo reconhecia a presteza e zelo daqueles irmãos que estimulavam muitíssimos outros (2 Co 9.1-3). Mas, e nós? [...]

Diante disso, recomendou aos irmãos de Corinto que preparassem de antemão uma dádiva já anunciada (como uma oferta do amor), como expressão de generosidade e não de avareza (2 Co 9.5). É o que deveríamos fazer sempre! Agora, nesta sucinta reflexão, pergunto: por que é importante tal atitude no meio do corpo de Cristo?

(1) PORQUE TRARÁ PROSPERIDADE SANTA. Hodiernamente, se fala muito em prosperidade dos crentes. Ela existe, se contemplada dentro da esfera da vontade de Deus. Contudo, temos visto muitos exageros. Não creio que em uma prosperidade de teor triunfalista sobre toda a Igreja de Cristo, como se fosse esse seu "direito" adquirido. A prosperidade que Paulo fala é santa, pois vem da vontade de Deus para nós. O apóstolo diz que aquele que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia com fartura com abundância também ceifará. A verdade? É Deus quem pode fazer-nos abundar em toda graça, a fim de que, tendo sempre, em tudo, ampla suficiência, superabundemos em toda boa obra. Pense um pouco... Como temos agido? Temos semeado muito ou pouco? Ora, Deus suprirá, aumentará e multiplicará a nossa sementeira, os frutos da nossa justiça, enriquecendo-nos, em tudo, para toda generosidade, a qual faz que, por nosso intermédio, sejam tributadas graças ao Senhor.

(2) PORQUE DEUS AMA QUEM DÁ COM ALEGRIA. Devemos contribuir segundo tiver proposto em nosso coração. Mas, o que há dentro e proposto nele? Se for o mesmo sentimento de Cristo, não daremos com tristeza ou por necessidade, mas porque sabemos que Deus ama a quem dá com alegria.

(3) PORQUE REDUNDA EM MUITAS GRAÇAS. Segundo o apóstolo Paulo o serviço da assistência social não só supre a necessidade dos santos, mas também redunda em muitas graças a Deus, pois as pessoas glorificam a Deus pela nossa obediência ao evangelho de Cristo e pela liberalidade com que contribuímos. Em outras palavras, doar é um ato de testemunho cristão.

Esse é o dom inefável de Deus. Contribua com sua oferta de amor!

Rev. Ângelo Vieira da Silva

1º ENCONTRO DE PASTORES E ESPOSAS PRESBITERIANOS


Antes de contar como foi o primeiro encontro nacional de pastores e esposas presbiterianos, permitam-me subscrever as palavras do apóstolo Paulo em Fp 1.3: “Dou graças ao meu Deus por tudo que recordo de vós”. Sim, estou imensamente feliz por ser Pastor de um rebanho de VISÃO, que ORA e INVESTE no crescimento de seu Pastor e família. Dou graças a Deus pelas irmãs de nossa SAF local, que é parte fiel das quase 2.900 SAFs que oraram, falaram, convidaram, ajudaram, animaram e lutaram para que seus Pastores e esposas lá estivessem. Enfim, agradeço a todos que tornaram possível nossa participação neste evento valioso. Dou graças ao Senhor pelo nosso Conselho, sempre incentivador de seu Pastor.

POESIA "MÃE E MULHER DE DEUS"


Em homenagem a todas as mulheres que labutam entre tristezas e alegrias na missão de serem mães, dedico essa poesia que, recentemente, recuperei de meus antigos arquivos. Eu a fiz por volta de 2003. Enfim, o Salmo 113.9 declara que o Senhor faz que a mulher estéril viva em família e seja alegre mãe de filhos. Aleluia! Parabéns a todas as mamães pelo seu dia!

A SOLIDÃO HUMANA E COMPANHIA DIVINA


“Volta-te para mim e tem compaixão, porque estou sozinho e aflito” (Sl 25.16). 

São poucos que, verdadeiramente, desejam permancecer sozinhos em suas vidas; que estão cônscios dos males que a solidão pode acarretar no dia-a-dia e, mesmo assim, não ligam. Recoheço: às vezes, é preciso se retirar, ficar sozinho por algum motivo específico, como Jesus fez (Mt 14.23). Todavia, a solidão humana não é e nem pode ser uma realidade duradoura e aceitável na vida, afinal, viu Deus que não era bom o homem estar sozinho e lhe fez uma auxiliadora idônea (Gn 2.18). Na Igreja, o Corpo que só pode existir com o auxílio de muitos membros (Ef 4.15-16), o mandamento é consolar e edificar uns aos outros, reciprocamente (1 Ts 5.11). 


VOCÊ JÁ “ENTREGOU” SUA VIDA AO SENHOR?


A leitura do Salmo 22 atinge um clímax quando Davi declara: “A ti me entreguei desde o meu nascimento; desde o ventre de minha mãe, tu és meu Deus”. Entregar a vida a Deus é tão essencial na vida do homem que o salmista a coloca como uma decisão em seu nascimento, ou melhor, desde o ventre materno (Is 46.3-4; Is 49.1; Gl 1.15). Necessariamente, não pretendo abordar estas últimas idéias aqui (são muito profundas na teologia bíblica para uma simples pastoral), todavia, gostaria de levá-lo a refletir sobre o ato de entregar sua vida ao Senhor Deus Todo-Poderoso.

A INTIMIDADE COM DEUS

Muito se fala nas igrejas sobre a importância da intimidade com Deus e são muitos os sentidos apresentados. Destarte, a intimidade com Deus que pretendo abordar nesta reflexão não é aquela ladeada de expressões ou palavras de efeito (como glória a Deus, Aleluia, etc... palavras genuínas, deve-se ressaltar). Muito menos a apresentação de um suposto êxtase espiritual, mediante dons extraordinários (que creio existirem, devo ressaltar). Também não pode ser percebido no conhecimento da Bíblia como literatura ou o espiritualismo secular ou pluralista.

HABEMUS PAPAM E/OU HABEMUS CHRISTUM?

Desde a surpreendente notícia da abdicação voluntária do agora "Sua Santidade Papa-Emérito" Bento XVI, a mídia não cessou em descrever todo o processo necessário para a eleição de um novo Pontífice Católico Romano. Sugeriram nomes dos cardeais "mais cotados" (incluindo o cardeal brasileiro), enquanto aguardavam a fumaça branca da chaminé da Capela Sistina. Deram total cobertura até a declaração litúrgica lida pelo mais ancião dos diáconos romanos na varanda central da Basílica de São Pedro (Vaticano): o Habemus Papam, ou seja, "Temos um Papa".

UMA JUSTA LEMBRANÇA NO DIA INTERNACIONAL DA MULHER


Remontando ao século passado*, o oitavo dia do terceiro mês de cada ano é marcado pela lembrança do empenho de numerosas mulheres na busca pelo verdadeiro reconhecimento de cidadãs. As conquistas plurais daquele movimento fundamentaram a celebração de hoje, denominada DIA INTERNACIONAL DA MULHER. Dentre as muitas homenagens que certamente se multiplicarão no universo virtual, desejei construir uma justa lembrança do papel valoroso da mulher a partir das narrativas bíblicas no Antigo e Novo Testamentos**. Esta é minha moção de admiração, carinho e gratidão a Deus por cada mulher que este artigo alcançará o coração***.

BÍBLIA FREE STYLE: UMA REFLEXÃO

Em nossos dias somos surpreendidos em todo tempo com novas notícias envolvendo todas as áreas do conhecimento humano. No âmbito da religião cristã protestante e/ou evangélica, as surpresas são tantas e pluralistas (não-únicas), que em seu próprio contexto religioso ganham ares ora de heresias, ora de revelações, ora de espiritualidade, ora de extravagâncias... e por aí vai... Diante disto, gostaria de expor uma simples reflexão pessoal sobre uma das incomuns surpresas mais recentes. Trata-se hoje de uma visão ou leitura "bi-particular" acerca dos textos das Sagradas Escrituras que trarão - se é que ainda não trouxeram (?!) - grandes debates e críticas por todos os lados no rincão cristão de nosso país, pelo menos. Por isso, pergunto: você já ouviu falar da Bíblia Freestyle (BFS)? Bem, eu já.

UM VERDADEIRO EMANUEL


Fiquei agradavelmente surpreso neste sábado ao ler um post intitulado "Vídeo que mostra Jesus na terra é sucesso no Youtube". Curioso, li e comecei a assistir um vídeo de boa qualidade que retratou um Jesus companheiro, presente, que está ao nosso lado durante todos os momentos de nossa vida, bons e nem tão bons assim. Em contrapartida, o mesmo Jesus não é visto entre os membros de uma igreja durante um dia de culto. Se foi proposital (o que não sei), imagino que a mensagem é justamente demonstrar que a verdadeira companhia divina está além das estruturas religiosas. Me emocionei com o vídeo, confesso. Através dele, pensei nos vários momentos de minha vida que sabia confiadamente que Cristo lá estava. Assista você também! Abaixo segue o vídeo e, logo a seguir, a matéria na íntegra do canal GospelPrime.

CORAGEM! ASSISTA "COURAGEOUS"!


Nesta semana tive um momento muito especial em que pude refletir um pouco mais sobre a importância da paternidade no ambiente cristão. Foram 101 minutos de mais uma obra cinematográfica independente da Igreja Batista de Sherwood (Albany/USA) que impactaram positivamente a minha vida e de outras dezenas de homens que comigo assistiam ao filme. Esta produção da Sherwood Pictures (também produtora de Desafiando Gigantes, A Virada e Prova de Fogo, os quais recomendo) é extremamente desafiadora. Conhecendo o teor do filme agora, preciso reconhecer: é necessário coragem para assistir COURAGEOUS (2011). Sim, não é fácil ser confrontado com as debilidades que certamente podemos demonstrar no exercício da paternidade.

A GRAVIDADE DA RENÚNCIA PAPAL


Foi surpreendente acordar hoje e ler dentre as notícias do dia a renúncia do Papa Bento XVI. De pronto, passei a imaginar as sucessivas teorias apocalípticas e conspiratórias que surgiriam a partir daí... Asas para a imaginação humana! Porém, pretendi e preferi uma abordagem mais realista da renúncia papal. Leia um pouco mais...

UM DIA MUNDIAL DA RELIGIÃO?


O dia 21 de Janeiro de cada ano é o Dia Mundial da Religião. Do grego threskeia e do latim religare, o termo designa a ligação do homem com seu “Deus”. Aparentemente, desde sua criação em 1949 por uma assembléia da religião persa Bahá’í, o objetivo seria a unidade entre todas as religiões do mundo. Beiraria a utopia esta aspiração? Creio que sim.

DESABAFOS DE UM JOVEM PASTOR


Sou um pastor presbiteriano típico, como muitos outros de nossa nação cristã. Convertido, fui batizado e professei a fé. Chamado, vocacionado, fui aprovado pela igreja local e pelo respectivo Presbitério sendo enviado ao Seminário para me preparar melhor. Terminado os estudos teológicos, a árduos exames presbiteriais fui submetido e, benevolentemente, aprovado. O resultado foi a ordenação ao Sagrado Ministério da Palavra. A partir daquele dia era mais um Ministro do Evangelho na Igreja Presbiteriana do Brasil. Pastorei e estudei um pouco mais. Validei os créditos de Teologia. Pastorei e, hoje, sou mestrando em Ciências da Religião. Enfim, muitos viveram o que vivi. Aponto uma trajetória comum com a esperança de ser ouvido pelos meus companheiros. São reflexões pessoais sobre temas incomuns à tal distinta jornada. Quero enfatizar o jovem pastor formado há pouco tempo que já tem muito a desabafar.

"Desabafos", essa foi a palavra que escolhi para expressar os principais pensamentos e sentimentos que me embaraçam no exercício franco do Ministério da Palavra desde que me formei em Teologia, há quase sete anos. São tantas declarações, aconselhamentos, visitas, leituras, ultrajes, visões, gestos, perseguições, percepções do mundo ao redor que assustam qualquer jovem pastor que queira, sinceramente, se dedicar. Receio por onde iniciar, mas devo desabafar.

Desabafo. No meu tempo (nem há 10 anos atrás!) havia uma legítima atmosfera pelo exercício pastoral fiel. Dela exalei, me preparei, estudei, formei e pastoreei desde então. Como num fenômeno climático devastador, a atmosfera mudou; os ares são outros. Não se pensa tanto em pastorear, "cuidar de", a não ser de si mesmo. As inspirações são a obtenção de títulos, as igrejas maiores, os grandes centros; como se isso fosse ajudar a "Maria" cheia de fé que jaz no esquecimento da congregação porque o Pastor simplesmente não pastoreia. Opa, não me julgue... Eu mesmo estudo e encorajo a todos ao caminho da busca pelo conhecimento. Minha crítica é focada em pastores desobrigados do Ministério que se escondem no slogan "meu dom é o de ensino". Ah, por favor! Não me venha com "xurumelas"!* Se és Pastor, és Mestre - ou deveria ser - é possível conceber a ideia de um Pastor que não ensine?

Já me sinto afadigado por ver gente despreparada usar o pastorado como trampolim para um Mestrado, Doutorado, para as Capitais e os Reais. Fazem da Teologia o "carro-chefe" e nem mesmo leram completamente a Regra, uma única vez sequer. As igrejas? Só enfraquecem. Enquanto desejam ouvir uma mensagem bíblica que lhes seja relevante, os ditos pastores preferem doutrinar a Confissão, o Credo, a Sistemática - que são boas, mas não a primazia. Vigio, por mim. Não quero ser assim. Dona "Maria", precisas de mim?

Desabafo. Nos dias de aspirantado** ouvi de um mentor que pastorearia em tempos difíceis. Profecia? Revelação Celestial? Não, foi pura percepção de uma realidade onde o Ministério é acusado de Profissão, onde o Pastor é ladrão e o Ladrão é pastor, onde o Protestante é travestido de Evangélico (no sentido pejorativo do termo), onde o Culto Solene adquire status de comércio e busca por prosperidade, onde a quantidade sem qualidade é melhor do que a qualidade com quantidade.

Há dias em que penso em desistir, abandonar tudo. Seria apenas eu? Duvido. O pastor dedicado ao chamado genuíno sofre, é perseguido, incompreendido, cobrado como empregado. Se vê espreitado entre satisfazer o Senhor que o arregimentou ou amaciar o ego da liderança que o pagou. Enquanto ora para o Senhor abrir os olhos do pecador, vê ao seu redor a hipocrisia dos fariseus pós-modernos, cegos e guias de cegos. Todavia, lembro-me do Supremo Pastor. As nuvens escuras se desfazem. Tudo se dissipa. Os olhos são descerrados e a mente recorda: o Chamado. Sim, a vocação sustenta nestes dias maus. A convicção de que Deus chamou dá força para seguir em frente e, mesmo angustiados na alma, tentamos ser pastores segundo o coração de Deus. Afinal, Ele tem um propósito para cada um de nós neste Ministério. Tempos difíceis? Fato.

Imagino quantos desabafos poderia descrever... muitos seriam! Mas, quem ouvirá ou lerá sobre eles? Quem os reproduziria ou os subscreveria? Penso em mim mesmo. Escrevo para mim, para me lembrar. Não posso me conformar. Será possível mudar esta realidade? Quem sabe, melhorá-la, pelo menos? Enquanto há vida, há esperança, devo rememorar. Os desabafos são a oportunidade de dizer o que muitos escondem, de revelar que somos apenas simples homens. Todos precisamos desabafar. Me resta registrar: quero trazer a memória o que me pode dar esperança.

Rev. Ângelo Vieira da Silva

* Expressão humorística bem conhecida.
* Na Igreja Presbiteriana do Brasil, ser Aspirante é o primeiro passo no ingresso ao Ministério Pastoral.

MÚSICAS QUE EDIFICAM 004 - TRABALHADORES


Hoje compartilho com os leitores do Blog Regulae Fidei mais uma canção que me edifica. Além de Caminhos de Sol, Everything I Do e No dia em que eu saí de casa o cântico "Trabalhadores", cantada pelo Pr. Daniel de Souza do Ministério Frutos do Espírito é extremamente maravilhosa. Preciso registrar que desde minha conversão as canções profundamente bíblicas do Pr. Daniel tem impactado minha vida espiritual. Neste tempo, este tem sido um dos cânticos que mais tem me despertado para a Missão de Ser Igreja. Vale a pena ouvir!